Whatsapp

(11) 9 9739-5404

Ligue para nós

(11) 2822-9612

Ligue para nós

(11) 2836-6065

Whatsapp

(11) 9 9739-5404

Ligue para nós

(11) 2822-9612

Desentupidora em Mairipora 98776-7059 / 99739-5404

Desentupidora em Mairipora 98776-7059 / 99739-5404

Mairiporã é um município da Região Metropolitana de São Paulo, no estado de São Paulo, no Brasil. A população estimada em 2020 é de 101.937 habitantes e a área é de 320,697 km².[11] De acordo com o Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil lançado pelo Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento no ano de 2013, Mairiporã aparece entre as 100 cidades do país com melhor Índice de Desenvolvimento Humano ocupando a 76ª posição no ranking nacional, a 40ª posição estadual e a 6ª dentre as 39 cidades da Região Metropolitana de São Paulo.[12] Mairiporã está localizado na Zona Norte da Grande São Paulo, em conformidade com a lei estadual nº 1.139, de 16 de junho de 2011[13] e, consequentemente, com o Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de São Paulo (PDUI).[14] Índice 1 Etimologia 2 História 3 Geografia 3.1 Clima 3.2 Subdivisão 3.2.1 Região central 4 Demografia e indicadores 5 Infraestrutura 5.1 Água e esgoto 5.2 Energia elétrica 5.3 Meios de comunicação 5.3.1 Emissoras de Rádio 5.3.2 Emissoras de TV 5.3.3 Jornais 5.3.4 Telefonia 5.4 Rodovias e acessos 5.5 Saúde 6 Municípios limítrofes 7 Turismo 7.1 Pontos turísticos 7.1.1 Pico do Olho D’água 7.1.2 Cruzeiro 7.1.3 Represa Paulo de Paiva Castro 7.1.4 Pedreira Dib 7.1.5 Rio Juqueri e Sete Quedas 7.2 Parque Linear 7.3 Memorial Municipal de Mairiporã 7.4 Museu de arqueologia industrial Thomaz Cruz 7.5 Outros fatores turísticos 7.6 Eventos 8 Cidade-Irmã 9 Referências 10 Ligações externas Etimologia “Mairiporã” é um termo oriundo da língua tupi que significa “água bonita de Maíra”, através da junção dos termos maíra (“entidade mitológica tupi, que os índios associavam aos franceses”), ‘y (“água”) e porang (“bonito”).[15] História Ver também: Lista de prefeitos de Mairiporã Ver também: Lista de vereadores de Mairiporã Na segunda metade do século XVI, era difícil a penetração para o norte do núcleo urbano surgido em torno do Colégio de São Paulo de Piratininga (atual Pátio do Colégio), conhecido como São Paulo de Piratininga, por causa de dois obstáculos: os rios Tamanduateí e Tietê e a Serra da Cantareira, a qual se apresentava como uma sólida parede ao norte do pequeno núcleo urbano. No início do século XVII (provavelmente na primeira década deste século), Antonio de Souza Del Mundo ergue uma capela em louvor a Nossa Senhora do Desterro, em torno da qual surge o povoado de Juqueri (palavra tupi que designa uma planta leguminosa, conhecida também como dormideira), dotado de interessante traçado e capacidade de adaptação ao sítio pouco favorável de sua implantação. Este povoado era essencialmente rural e servia de proteção à vila de São Paulo de Piratininga e ponto de apoio às rotas de ligação com o interior. Em 1610, Salvador Pires de Medeiros recebeu doação de uma sesmaria de Gaspar Conqueiro. Essa sesmaria ia da margem direita do Rio Tietê, subindo a Serra da Cantareira, até as margens do Rio Juqueri. O povoado de Juqueri foi elevado à condição de freguesia, com o mesmo topônimo, provavelmente em 1640. Em 1696, a freguesia de Juqueri foi elevada à categoria de Vila, com o topônimo de Nossa Senhora do Desterro de Juqueri. A Vila de Juqueri adentrou o século XVIII como fonte de produtos agrícolas para São Paulo, chegando a produzir algodão e vinho para exportação. Não prosperou como outras localidades inseridas nas regiões das lavras de ouro e pedras preciosas, caracterizando-se como pouso de tropeiros que faziam o abastecimento de Minas Gerais. Em 1769, a Câmara de São Paulo determinou a abertura de uma estrada entre Juqueri e São Paulo. O “Caminho de Juqueri” transformou-se, mais tarde, na Estrada Velha de Bragança. No ano de 1783, Juqueri passou a ser paróquia; a capela transformou-se em igreja e passou por diversas modificações (1841, Década de 1940 e 1982). A última reforma descaracterizou o antigo templo, conservando apenas a torre. Antes distrito de São Paulo (até 1880), Juqueri passa a ser freguesia de Nossa Senhora da Conceição de Guarulhos (1880–1889),[16] Juqueri passou a ser município por meio da Lei Provincial nº 67, de 27 de março de 1889. Um ano antes da emancipação, a São Paulo Railway (Estrada de Ferro Santos-Jundiaí) construiu a Estação do Juqueri (hoje a antiga Estação Franco da Rocha). Em 1898, o Governo do Estado inaugurou o Hospital Psiquiátrico do Juqueri (hoje pertencente ao município de Franco da Rocha) para doentes mentais, dirigido pelo psiquiatra Francisco Franco da Rocha, cujo nome denomina a cidade em que hoje fica o hospital. Pensionato Japonês de Mairiporã Dez famílias de imigrantes japoneses chegaram em Juqueri em 1913, lideradas por Akimura, natural de Kumano. A colônia japonesa de Mairiporã é uma das mais antigas do Brasil, juntamente com as colônias de Cerqueira César e Iguape. Estas famílias deram novo impulso a cidade, principalmente pelo trabalho na agricultura. Em outubro de 1913, Chōju Akimura e outras nove famílias teriam adquirido lotes de terra em Juqueri. Anos mais tarde, foi estabelecida a Cooperativa Agrícola do Juqueri, que no pós-guerra transformar-se-ia no principal reduto da imponente Cooperativa Agrícola Sul-Brasil. Nos anos seguintes, centenas de outras famílias japonesas chegaram a Juqueri. Em 1944, Juqueri sofre a sua primeira perda territorial, quando os distritos de Franco da Rocha e Caieiras são desmembrados para compor o novo município de Franco da Rocha. A associação do nome da cidade de Juqueri ao hospital psiquiátrico, causando confusão na entrega de correspondências e desconforto entre os moradores locais, criou um movimento para mudar o nome do município. O nome Juqueri era dado como sinônimo de “loucura”. Em 1948, o prefeito Bento de Oliveira solicitou à Assembleia Legislativa autorização para a mudança. Na ocasião, o deputado Ulysses Guimarães apoiou o pedido e pronunciou a célebre frase: “Juqueri, terra de loucos. Loucos por cidadania”. No dia 24 de dezembro de 1948, foi aprovada a Lei Estadual nº 233, permitindo a mudança do nome do município. O nome Mairiporã foi sugerido pelo jornalista e poeta Araújo Jorge, significando, em tupi-guarani, “cidade bonita”. Por isso, a cidade é conhecida como “Aldeia Pitoresca”. Na década de 1950, Mairiporã foi marcada pela vinda da Companhia Cinematográfica Multifilmes S.A., dirigida pelo cineasta Mário Civelli. Até pouco tempo, ainda existiam os barracões da companhia, aonde foi rodado o primeiro filme colorido no Brasil, destruídos para a construção do pedágio pela Arteris. Com a implantação da Rodovia Fernão Dias, ligação de São Paulo para Minas Gerais, houve uma redescoberta e valorização intensa de Mairiporã, em razão dos atributos naturais da região para abrigar residências secundárias de alto padrão (lazer/recreio) e posteriormente para moradia fixa. O boom imobiliário ocorreu a partir do final da década de 1970 e década de 1980. A esse movimento, contrapôs-se a Lei de Proteção dos Mananciais (leis estaduais 898/75 e 1 172/76), para preservação dos recursos hídricos responsáveis pelo abastecimento de grande parte da população da Região Metropolitana de São Paulo. Em 1992, a região da Serra da Cantareira foi reconhecida como Patrimônio da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura.[17] Vale destacar o potencial que a cidade possui para a fixação de residências secundárias desde os anos 1960 e 1970. Em Mairiporã, há diversos condomínios e sítios, servindo tanto para moradia fixa como para veraneio. Devido a essa característica de cidade-dormitório tranquila e arborizada e a proximidade com a cidade de São Paulo, algumas personalidades brasileiras de diversas áreas de atuação moram ou moraram na região: Ayrton Senna,[18] Mara Maravilha, Gianfrancesco Guarnieri,[19] Hilda Hilst, Maria Adelaide Amaral,[20] Rita Lee, Arnaldo Baptista,[21] Renato Teixeira,[22] Jayme Monjardim,[23] Almir Sater,[24] Vanusa, Antôni
o Marcos, Elis Regina,[25] Norma Blum,[26] Zé Geraldo,[27] e Sérgio Reis.[28] Área urbana de Mairiporã vista do Cruzeiro. Avistam-se a Rodovia Fernão Dias no lado esquerdo e a SP-23 com a Represa Paiva Castro no lado direito Geografia Presença de araucárias é comum no centro de Mairiporã Mairiporã, que tem 320 km² de área, faz limites com São Paulo (ao sul), Atibaia (ao norte), Nazaré Paulista (a nordeste), Guarulhos (a sudeste) e Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato (a oeste). O município tem dois centros urbanos importantes, a sede da cidade e Terra Preta, além da região da Serra da Cantareira, onde se localizam os principais loteamentos de alto padrão. Tais loteamentos têm gerado muitos desmatamentos. Mesmo assim, Mairiporã é o município que mais conserva o verde da Serra da Cantareira, em detrimento da grande degradação que houve em São Paulo, Guarulhos e Caieiras.[29] Mairiporã situa-se a uma altitude média de 790 metros. As partes mais altas do município estão na Serra da Cantareira, onde as altitudes superam os 1.100 metros em algumas regiões. Já as partes mais baixas estão no entorno do vale do Rio Juqueri e da Represa Paulo de Paiva Castro.[30] Clima O clima da cidade, como em toda a Região Metropolitana de São Paulo, é o subtropical. O verão é relativamente quente e chuvoso e o inverno é ameno, por vezes frio, são comuns eventos como a geada em alguns pontos baixos do município, assim como nevoeiros ocasionados pela existência de diversos corpos d’água e nascentes na cidade. A temperatura média anual gira em torno de dezoito graus centígrados, sendo o mês mais frio julho (média de 14 °C) e o mais quente fevereiro (média de 22 °C). O índice pluviométrico anual fica em torno de 1 400 mm. [Esconder]Dados climatológicos para Mairiporã Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano Temperatura máxima média (°C) 26,3 26,3 25,3 23,7 22 20,9 20,5 21,8 22,8 23,6 24,4 25,1 23,6 Temperatura média (°C) 21,5 21,5 20,6 18,7 16,7 15,4 14,9 16 17,3 18,5 19,5 20,3 18,4 Temperatura mínima média (°C) 16,7 16,8 16 13,8 11,5 10 9,4 10,3 11,8 13,4 14,7 15,6 13,3 Precipitação (mm) 247 220 165 66 53 46 35 37 68 130 134 207 1 408 Fonte: Climate-Data.org[31] Subdivisão Região central A região denominada como Região Central é composta pelos seguintes bairros:[32][33] Bairro dos Remédios Barreiro Capoavinha Chácara Arantes Cidade Jardim Estância Santo Antônio Granja Santo Antônio Jardim Henrique Martins Jardim Brilha Jardim Cantareira Jardim Celeste Jardim Cinco Lagos Jardim Esther Jardim Fernão Dias Jardim Galrão Jardim Leonor Jardim Nery Jardim Oliveira Jardim Pinheiral Jardim Sandra Jardim Spada Lavapés Maria Eugênia Parque Bariloche Parque Cabreúva Parque do Moinho Parque Náutico Parque Petrópolis Prainha Socimar Vila Ipanema Vila Nova Juqueri Vila Sabesp Vila Santo Agostinho Demografia e indicadores Dados do Censo – 2019 População total: 101.937 hab Urbana: 70 750 Rural: 10 206 Homens: 40 975 Mulheres: 39.981 Densidade demográfica (hab./km²): 312,37 Mortalidade infantil até 1 ano (por mil): 8,77 Expectativa de vida (anos): 77,9 (2010) Taxa de fecundidade (filhos por mulher): 1,8 (2010) Taxa de alfabetização: 95,0% (2010) Índice de Desenvolvimento Humano (IDH-M): 0,788 (elevado) (2010)[34] IDH-M Renda: 0,767 IDH-M Longevidade: 0,881 IDH-M Educação: 0,723 Produto Interno Bruto (PIB): Agropecuária: 348 Indústria: 330494 Serviços: 675538 Fontes: Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada e Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento.[35] Infraestrutura Água e esgoto Com uma represa que abrange grande parte do município, Mairiporã tem captação própria de água e a distribui por toda a zona urbana através da Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), fazendo parte do Sistema Cantareira de represas, que abastece a região da Grande São Paulo. Energia elétrica A concessionária de energia elétrica que atende o município é a Elektro, antiga Cesp. Meios de comunicação Emissoras de Rádio 87,5 MHz – Rádio Estação FM 100,1 MHz – Transamérica 100,9 MHz – Jovem Pan 104,1 MHz – Top FM 106,1 MHz – Rádio Vida FM Emissoras de TV 5 VHF / 30 UHF – Rede Globo 4 VHF / 57 UHF – SBT 13 VHF / 13 UHF – Band 7 VHF / 21 UHF – Record 2 VHF / 54 UHF – TV Cultura 34 UHF – Rede Vida Jornais Jornal Correio Juquery Jornal Cidade de Mairiporã Imprensa Oficial Cantareira News Telefonia A cidade foi atendida pela Companhia Telefônica Brasileira (CTB) até 1973, quando passou a ser atendida pela Telecomunicações de São Paulo (TELESP),[36] que construiu a central telefônica utilizada até os dias atuais. Em 1998 esta empresa foi privatizada e vendida para a Telefônica,[37] sendo que em 2012 a empresa adotou a marca Vivo[38] para suas operações de telefonia fixa. Rodovias e acessos Pedágio da Rodovia Fernão Dias na entrada da cidade BR-381 Rodovia Fernão Dias: Rodovia que liga a capital paulista a capital mineira (Belo Horizonte). A BR-381 corta o município de Mairiporã na orientação sul-norte, a partir do bairro Parque Suíço da Cantareira, no extremo sul, e Terra Preta (Distrito Industrial) no extremo norte já na divisa com Atibaia. SP-023 Rodovia Prefeito Luiz Salomão Chamma: Liga a Rodovia Tancredo de Almeida Neves em Franco da Rocha até Rodovia Fernão Dias em Mairiporã. Mairiporã também possui ligação rodoviária com a cidade de Nazaré Paulista pela extensão da SP-023, normalmente chamada de Estrada do Rio Acima. Na ligação com a capital paulista destacam-se também outras estradas que cortam a Serra da Cantareira como a Estrada de Santa Inês (que também dá acesso a cidade de Caieiras), a Estrada da Roseira e a SP-008 (Continuação da Avenida Coronel Sezefredo Fagundes que depois passa a se chamar Arão Sahm) popularmente chamada de Estrada Velha de Bragança. Saúde Mairiporã é servida pelos Postos de Saúde da Família (PSF’s) localizados nos bairros e, desde maio de 2020, pelo Hospital “Anjo Gabriel” [39] Municípios limítrofes Seus limites são São Paulo (ao sul), Atibaia e Bom Jesus dos Perdões (ao norte), Nazaré Paulista (a nordeste), Guarulhos (a sudeste) e Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato (a oeste)[40] Localização geográfica de Mairiporã . Várzea Paulista Jundiaí Terra Preta (Mairiporã) Atibaia Bom Jesus dos Perdões Nazaré Paulista . Caieiras Franco da Rocha Francisco Morato Norte. Oeste. Mairiporã Este. Sul. São Paulo Guarulhos Turismo Vista do centro de Mairiporã com a Igreja Matriz ao pôr do sol Mairiporã é uma cidade localizada na Serra da Cantareira, ao norte da cidade de São Paulo, e isso lhe proporciona uma posição privilegiada, sendo roteiro de turistas que procuram lugares ligados diretamente com a natureza e tranquilidade. Pontos turísticos Pico do Olho D’água Muito procurado para contemplação por suas extensas paisagens, voo livre, piqueniques e trilhas de downhill, tem esse nome pelos veios de água que brotam da serra, também é chamado de Morro do Juqueri e é tombado pelo Condephaat. Atualmente existe um projeto que pretende ligar o Pico à rotatória de entrada da cidade através de um teleférico que passaria sobre a Rodovia Fernão Dias. Cruzeiro Localizado na estrada para o pico, é um símbolo da religiosidade do povo. Possui bela vista panorâmica do centro da cidade. Represa Paulo de Paiva Castro Tem seu início no centro de Mairiporã, estendendo-se por dez km até ultrapassar o limite municipal com Franco da Rocha. Represa integrante do sistema Cantareira de abastecimento, é responsável por proporcionar água para mais da metade da população da grande São Paulo. Possui muitas paisagens cênicas e é muito procurada para a prática de esportes náuticos e pesca esportiva e amadora. Pedreira Dib Parte de um complexo que inclui também um restaurante, a pedreira foi desativada pois durante a mineração houve o estouro de um veio de água que obrigou o abandono do local. Usada para diversão nos finais de semana e gravação de comerciais, a paisagem formada pelas rochas continua atraindo visitantes, muitos interessado
s em praticar o Rapel em seus paredões. Rio Juqueri e Sete Quedas O Caminho do rio Juqueri entre Nazaré Paulista e a represa Paiva Castro também tem interesse turístico, o rio corta a região conhecida como Rio Acima e possui corredeiras ideais para o boia cross, suas margens formam belos circuitos para se fazer a pé ou de bicicleta. Durante o caminho do rio forma-se uma pequena represa que deságua na cachoeira artificial das Sete Quedas, local administrado pela Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo voltado para a contemplação da queda d’água. Os acessos são de terra, o entorno mostra áreas gramadas e pouco arborizadas. Banhistas o frequentam nos fins de semana e feriados de sol e calor. Local inadequado para banho público, em face das águas revoltas e falta de segurança e infraestrutura receptiva. Devido a quantidade de chácaras e sítios, Mairiporã destaca-se também no turismo rural, com a existência de haras, pousadas, acampamentos de férias e clubes de campo. Em Mairiporã fica também um espaço dedicado para a obra de Monteiro Lobato, o chamado Sítio do Pica Pau Amarelo foi licenciado pela Globo Marcas e é um local voltado para a visitação agendada por grupos. Parque Linear Construído em 2016, o Parque Linear conta com pista Pump Track para prática de esportes radicais como skate, bike, patins e patinete. Além de ciclovia, playground, pista de caminhada, academia ao ar livre e bosque. Reforçando o aspecto turístico da cidade. Conta também com um espaço exclusivo para as feiras (que ocorrem as quintas-feiras e aos finais de semana) e eventos que ocorrem no município – antes alocados no espaço onde hoje ficam os demais componentes do parque. Memorial Municipal de Mairiporã Inaugurado em 11 de junho de 2017, o Memorial Municipal, conta com objetos materiais e imateriais do passado histórico da cidade de Juqueri-Mairiporã. Ele vem contando um pouco de nossa história, lendas, costumes, das suas Olarias e sua importância econômica no inicio do século passado, as festas da uva, rosas e do gengibre, da colonia japonesa (uma das maiores de Sao Paulo), a história da Multifilmes do idealizador Mario Civelli, o Vale da música com suas bandas e fanfarras através da Werill instrumentos musicais, etc. Através do seu idealizador, o funcionário público, pesquisador e memorialista Bethos Massucato , esse Memorial vem contando os 411 anos de história da cidade, desde a época de Juqueri Colônia que incluía o Alto de Santana, Serra do Ajuhá – hoje chamada Serra da Cantareira, e cidades de Caieiras, Franco da Rocha e Francisco Morato, outrora distritos de Juqueri ou seja, todo o Vale de Juqueri, passando pela República até os dias atuais. Esse Memorial está localizado atualmente nas dependências da Biblioteca Municipal de Mairiporã e esta aberto à visitações. Localizado na Rua Vereador Antonio Nunes, 225- Centro de Mairipora, proximo ao Rotary Club. Museu de arqueologia industrial Thomaz Cruz O museu foi construído em 2006 pelo dr. Thomaz Cruz,[41] e possui máquinas a vapor, máquinas de tear e outras máquinas que lembram a evolução das máquinas por todos esses anos até os nossos dias. Outros fatores turísticos O centro de Mairiporã é repleto de lojas, bares e restaurantes proporcionando opções de lazer e compra. Na área central, podemos destacar também a Igreja Matriz de Nossa Senhora do Desterro (principal igreja da cidade) e o Dique artificial que separa o centro do leito do Rio Juqueri e passa pelo Espaço Viário Mario Covas (área usada para estacionamento, recreação, feiras e eventos) e o Bosque da Amizade onde a população pratica recreação, pesca amadora e caminhadas. Mairiporã possui grande quantidade de hotéis e pousadas, inclusive hotéis de luxo. A cidade também é famosa por suas trilhas para downhill, as principais são a trilha do Saracura com acesso pela Estrada da Bucólica e a Trilha dos Macacos com cachoeiras com acesso na Estrada da Roseira, no alto da serra da Cantareira. Eventos Os principais eventos incluem o aniversário da cidade (27 de março), carnaval de rua, festa da primavera, romaria das águas, cavalgada, Eco Fest Adventure, tapete de Corpus Christi, festa de Nossa Senhora do Desterro, festa de Bom Jesus da Pedra Fria no distrito de Terra Preta, feira de produtos orgânicos, procissão de veículos no dia de São Cristóvão, encontro nacional de motociclistas, etapas de competições como as do “Nave São Paulo” e de campeonatos como “Campeonato Paulista de Triathlon, além de outros pequenos eventos organizados ao longo do ano. No carnaval de rua, temos a participação de diversos blocos carnavalescos, dentre os quais destacam-se: Bloco Maria Sapatão – Região Central; Bloco Vem Kum Nóis – Vila Nova; Bloco Fernão Dias – Jardim Fernão Dias; Bloco Esporte Clube Mairiporã – Centro; Bloco Caprichosos – Parque Náutico; Bloco dos Sujos – Jardim Lúcia II, Distrito de Terra Preta.[42] Além desses eventos, desde 2014 a Aliança das Igrejas Evangélicas do município organiza, anualmente, a Marcha para Jesus conforme garantido pela Lei Municipal nº 3444 de 1 de setembro de 2014[43] que estabelece o evento na segunda semana do mês de março. Nesse evento, os evangélicos reúnem-se em uma caminhada organizada até uma das praças locais, onde é feito um show com bandas e cantores locais como Banda Baque, Pastor e Cantor Rai Cezar, além de cantores e bandas conhecidas no Estado, dentre o qual Ton Carfi.[44] São Paulo vista do Pico do Olho D’água, ponto mais alto da cidade Amanhecer no Pico do Olho D’água Pico do Olho D’Água ou Morro do Juquery Rochas no Pico do Olho D’Água, Patrimônio Tombado do Estado de São Paulo Igreja Matriz de Nossa Senhora do Desterro e parte do centro Igreja Matriz e Morro do Juquery ao fundo Bairros do centro de Mairiporã Bairro no centro da cidade Centro de Mairiporã Chácara Dom Bosco (região do Rio Acima), um dos inúmeros bairros da Serra da Cantareira Vista para a represa no fim do dia Represa vista sobre a Ponte Santa Inês na divisa entre Mairiporã e Franco da Rocha. Distrito de Terra Preta visto do pico Geada no centro da cidade Cidade-Irmã Desde 18 de Junho de 2018 , o município foi declarado, através da lei n° 3767, cidade-irmã de Stepanakert, capital da autodeclarada República de Artsaque.[45] apesar do alerta dado pelo Itamaraty sobre o problema de que o Brasil, nem qualquer país integrante da ONU, reconhece a República de Nagorno-Karabakh como independente.[46] Referências IBGE>Brasil em Síntese>São Paulo>Mairiporã>Panorama Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa – Mairiporense – CPLP Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa – Mairiporanense – CPLP Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (2017). «Base de dados por municípios das Regiões Geográficas Imediatas e Intermediárias do Brasil». Consultado em 10 de fevereiro de 2018 «Distâncias entre a cidade de São Paulo e todas as cidades do interior paulista». Consultado em 28 de janeiro de 2011 IBGE. «Panorama». Consultado em 29 de outubro de 2020 https://www.ibge.gov.br/estatisticas-novoportal/economicas/contas-nacionais/9088-produto-interno-bruto-dos-municipios.html?t=pib-por-municipio&c=3528502 |titulo= PIB dos municípios brasileiros referente ao ano de 2016 |acessodata= 5 de março de 2019 «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil» (PDF). Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 31 de julho de 2013 «Índice de Gini da renda domiciliar per capita – São Paulo». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Ministério da Saúde. 2010. Consultado em 8 de agosto de 2016 «Produto Interno Bruto dos Municípios 2016». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 5 de março de 2019 «IBGE – Cidades – São Paulo – Mairiporã». cidades.ibge.gov.br. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Consultado em 29 de outubro de 2020 «PNUD Brasil – Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento – Ranking
IDHM Municípios 2010». www.pnud.org.br. Consultado em 16 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 10 de junho de 2016 «Lei Complementar nº 1.139, de 16 de junho de 2011». Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Consultado em 1 de fevereiro de 2017 «Região Metropolitana de São Paulo». Plano de Desenvolvimento Urbano Integrado da Região Metropolitana de São Paulo. Consultado em 1 de fevereiro de 2017. Cópia arquivada em 27 de janeiro de 2017 Mairiporã, Câmara Municipal de. «Site Oficial da Câmara Municipal de Mairiporã». camaramairipora.sp.gov.br. Consultado em 21 de maio de 2018 «Correio Paulistano (SP) – 1880 a 1888 – DocReader Web». memoria.bn.br. Consultado em 9 de janeiro de 2021 «Historia de Mairiporã SP». Ache Tudo e Região. Consultado em 14 de setembro de 2019 «UOL Mais > ZNNALINHA – Ayrton Senna e exposições comemorativas». mais.uol.com.br. Consultado em 16 de agosto de 2016 «Sesc SP». www.sescsp.net. 17 de outubro de 2011. Consultado em 17 de outubro de 2011. Arquivado do original em 17 de outubro de 2011 «Notícias, dicas e matérias sobre imóveis, apartamentos, casas e terrenos – ZAP imóveis». ZAP imóveis. 16 de outubro de 2009. Consultado em 18 de outubro de 2009. Arquivado do original em 19 de outubro de 2009 «Mexericos da vizinha». ISTOÉ Independente. 4 de outubro de 2006. Consultado em 16 de agosto de 2016 Pacheco, Thaís (30 de agosto de 2010). «Show de Sérgio Reis e Renato Teixeira emociona em BH». Divirta-se Notícia. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2012 «ZAZ – ISTO GENTE – Espanhol em Terra Nostra». www.terra.com.br. Consultado em 16 de agosto de 2016 Lima, Irlan Rocha (7 de maio de 2008). «Armir Sater faz show no Centro de Convenções». Divirta-se. Correio Braziliense. Consultado em 22 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 25 de março de 2014 «VEJA on-line». veja.abril.com.br. Consultado em 16 de agosto de 2016 «’Encho a boca para falar que tive câncer de seio’, diz Norma Blum». Consultado em 16 de agosto de 2016 «Zé Geraldo comemora sucessos com DVD – Diário do Grande ABC». Consultado em 16 de agosto de 2016[ligação inativa] Pacheco, Thaís (30 de agosto de 2010). «Divirta-se Notícia – Show de Sérgio Reis e Renato Teixeira emociona em BH». Divirta-se Notícia. Consultado em 22 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 12 de dezembro de 2012 «Geografia de Mairiporã». Blog Aldeia Pitoresca. Consultado em 14 de setembro de 2019 «Localização de Mairiporã SP». Ache Tudo e Região. Consultado em 14 de setembro de 2019 «CLIMA: MAIRIPORû. Climate-Data.org. Consultado em 23 de dezembro de 2015. Cópia arquivada em 15 de julho de 2015 «Mairiporã São Paulo – SP» (PDF). IBGE – Biblioteca. Instituto Brasileiro de Geografia Estatística (IBGE). Consultado em 30 de julho de 2016 «Plano Diretor 2006/2015» (PDF). Imprensa Oficial. Consultado em 16 de agosto de 2016. Arquivado do original (PDF) em 21 de agosto de 2016 «IDHM Municípios 2010» http://www.atlasbrasil.org.br/2013/perfil/mairipor%C3%A3_sp «Relação do patrimônio da CTB incorporado pela Telesp» (PDF). Diário Oficial do Estado de São Paulo «Nossa História». Telefônica / VIVO GASPARIN, Gabriela (12 de abril de 2012). «Telefônica conclui troca da marca por Vivo». G1 «Prefeitura anuncia atividades no Anjo Gabriel, como hospital de campanha». Correio Juquery. 2 de maio de 2020. Consultado em 2 de maio de 2020 «Mairiporã ..Um pouco de História – alexnikinauta». alexnikinauta.wordpress.com. 5 de outubro de 2010. Consultado em 8 de agosto de 2016 «MAITC». www.maitc.com.br. Consultado em 21 de outubro de 2017 PAMPURI, Márcio Cavalcantti. «PROJETO DE LEI N°440 DE 2016» (PDF). Câmara Municipal de Mairiporã. Consultado em 9 de julho de 2018 «Lei nº 3444 de 1 de setembro de 2014». camaramairipora.sp.gov.br. Câmara Municipal de Mairiporã. 1 de setembro de 2014. Consultado em 19 de julho de 2016 «Prefeitura de Mairiporã». Marcha para Jesus reúne fiéis em Mairiporã. Prefeitura de Mairiporã. 7 de abril de 2014. Consultado em 16 de julho de 2016. Arquivado do original em 17 de agosto de 2016 MUNICÍPIO DE MAIRIPORÃ, LEI nº 3767, de 18 de junho de 2018, art. 1°. Dispõe sobre Armênia Eterna o nome que declara Cidades Irmãs os Municípios de MAIRIPORÃ/SP. e STEPANAKERT, capital da autodeclarada República de NAGORNO-KARABAKH e dá outras providências.. «Leis aprovadas em SP levam Itamaraty a alertar cidades sobre mal-estar com o Azerbaijão». G1. 1 de fevereiro de 2019. Consultado em 22 de abril de 2020 Ligações externas Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre Mairiporã: Wikcionário Definições no Wikcionário Commons Imagens e media no Commons Commons Categoria no Commons Wikivoyage Guia turístico no Wikivoyage Wikidata Base de dados no Wikidata «Prefeitura Municipal de Mairiporã» «Câmara Municipal de Mairiporã» «Mairiporã no WikiMapia» [Expandir]vde Bandeira de São Paulo Telecomunicações em São Paulo [Expandir]vde São Paulo Região Metropolitana de São Paulo [Expandir]vde Bandeira de Mairiporã Mairiporã Controle de autoridade Wd: Q931560WorldCatVIAF: 125588256LCCN: n87944045OSM: 298169MusicBrainz: IDWOEID: 439065GeoNames: 3458131 Categoria: Mairiporã Esta página foi editada pela última vez às 16h22min de 8 de abril de 2021. Este texto é disponibilizado nos termos da licença Atribuição-CompartilhaIgual 3.0 Não Adaptada (CC BY-SA 3.0) da Creative Commons; pode estar sujeito a condições adicionais. Para mais detalhes, consulte as condições de utilização.
  História de Mairiporã Significado do Nome “Mairiporã” é um termo oriundo da língua tupi que significa “água bonita de Maíra”, através da junção dos termos maíra (“entidade mitológica tupi, que os índios associavam aos franceses”), ‘y (“água”) e porang (“bonito”). História Em sua evolução, a área de Mairiporã, inicialmente chamada de Juqueri (planta leguminosa conhecida como dormideira), se configurou à maneira de outros núcleos de povoamento ao redor da Vila de São Paulo, servindo como proteção desta e ponto de apoio às rotas de ligação com o sertão interior. O povoado surgiu em fins do século XVI ou meados do século XVII, em torno da Capela de Nossa Senhora do Desterro, erguida por Antonio de Souza Del Mundo. Ao redor da Capela, e funcionando como apoio elementar de serviço às atividades rurais, originalmente exclusivas na área, surgiu um núcleo dotado de interessante traçado e capacidade de adaptação ao sítio pouco favorável de sua implantação. Inseriu-se inicialmente na área de domínio administrativo de São Paulo e posteriormente a de Guarulhos. Em 1696, o povoado foi elevado à categoria de Vila de Nossa Senhora do Desterro de Juqueri, palavra tupi que designa uma planta leguminosa, conhecida também como dormideira. No ano de 1783 passou a ser paróquia; a capela transformou-se em igreja e passou por diversas modificações (1841, década de 1940 e 1982). A última reforma descaracterizou o antigo templo, conservando apenas a torre. A Vila de Juqueri adentrou o século XVIII como fonte de produtos agrícolas para São Paulo, chegando a produzir algodão e vinho para exportação. Não prosperou como outras localidades inseridas nas regiões das lavras de ouro e pedras preciosas, caracterizando-se como pouso de tropeiros que faziam o abastecimento das Geraes. Em 1769, a Câmara paulistana determinou a abertura de uma estrada entre Juqueri e São Paulo. O “Caminho de Juqueri” transformou-se mais tarde na Estrada Velha de Bragança. Antes Distrito da Capital (1874 a 1880) e de Nossa Senhora da Conceição de Guarulhos (1881 a 1888), Juqueri passou a ser município por meio da Lei Provincial 67, de 27 de março de 1889. Um ano antes da emancipação, a São Paulo Railway (Estrada de Ferro Santos-Jundiaí) construiu a Estação do Juqueri. Em 1898, o Governo do Estado inaugurou o Hospital-colônia de Juqueri para doentes mentais, dirigido pelo médico Franco da Rocha. A associação do nome de Juqueri ao hospital, causando confusão na entrega de correspo
ndências e desconforto entre os juquerienses, criou um movimento para mudar o nome do município. Em 1948, o prefeito Bento de Oliveira solicitou, à Assembleia Legislativa, autorização para a mudança. Na ocasião, o deputado Ulisses Guimarães apoiou o pedido e pronunciou a célebre frase: “Juqueri, terra de loucos. Loucos por cidadania”. No dia 24 de dezembro daquele ano, foi aprovada a Lei 233, permitindo a mudança do nome do município. O nome Mairiporã, entre outros de origem tupi, foi sugerido pelo jornalista e poeta Araújo Jorge.
 Mairiporã é uma cidade de Estado do São Paulo. Os habitantes se chamam mairiporenses. O município se estende por 320,9 km² e contava com 100 179 habitantes no último censo. A densidade demográfica é de 312,2 habitantes por km² no território do município. Vizinho dos municípios de Franco da Rocha, Francisco Morato e Caieiras,Mairiporã se situa a 5 km a Norte-Oeste de Franco da Rocha. Situado a 748 metros de altitude, de Mairiporã tem as seguintes coordenadas geográficas: Latitude: 23° 19′ 6” Sul, Longitude: 46° 35′ 14” Oeste. Mairiporã é o lar do Parque Estadual de Itaberaba. O prefeito de Mairiporã se chama WALID ALI HAMID. Para todas as formalidades administrativas,você pode ir à prefeitura de Mairiporã Alameda Tibiriça, 374. Mas você também pode contatar a prefeitura por telefone ou por email, pelo endereço abaixo. Atualizar dados. Aviso sobre o município 5 / 5 para o Mairiporã através Cidade Brasil em 8 Abril 2021 O MUNICÍPIO DE MAIRIPORÃ Aqui disponibilizamos o endereço do município de Mairiporã assim como meios de contactá-lo através do seu número de telefone, número do fax e email. Para mais informações, você pode consultar o site oficial do município. Endereço da Prefeitura Municipal de Mairiporã Prefeitura de Mairiporã Alameda Tibiriça, 374 MAIRIPORÃ – SP, 07600-000 Brasil Telefone da prefeitura (11) 4419-8056 Internacional: +55 11 4419-8056 Fax (11) 4604-4890 Internacional: +55 11 4604-4890 Endereço electrónico da prefeitura imprensa.mairipora@mairipora.sp.gov.br Site oficial do município Não disponível CARTORIO DE MAIRIPORÃ Nome OfÍcio de registro civil das pessoas naturais e interdiÇÕes e tutelas Endereço Rua Capitão Cândido Galrão, 08 7600000 Mairiporã Horário De 2ª a 6ª feira, das 9h às 17h. Sabado:das 9h às 12h. Contacto Telefone : 4604-3086 Fax :4604-3086 Endereço electrónico : mairipora@arpensp.org.br Atributos Nascimentos, Casamentos, Óbitos, Interdições e Tutelas Nome OfÍcio de registro de imÓveis, tÍtulos e documentos e pessoas jurÍdicas Endereço Rua Cardoso César, 32 7600000 Mairiporã Horário De 2ª a 6ª feira, das 8h às 18h. Contacto Telefone : 4604-2978 Fax :4604-2978 Endereço electrónico : regimomairipora@uol.com.br Atributos Protesto de Títulos, Registro de Imóveis, Registro de Títulos e Documentos, Registro Civil de Pessoas Jurídicas Nome Tabelionato de notas e protesto de letras e tÍtulos Endereço Av. Capitão Cândido Galrão, 125 7600000 Mairiporã Horário De 2ª a 6ª feira, das 9h às 17h. Contacto Telefone : 4604-2786 Fax :4604-2622 Endereço electrónico : tabcastaldelli@uol.com.br Atributos Notas, Protesto de Títulos Procure por um cartorio em ma cidade próxima como Franco da Rocha, Caieiras, Francisco Morato. ADMINISTRAÇÃO DO MUNICÍPIO DE MAIRIPORÃ Prefeito de Mairiporã WALID ALI HAMID Partido politico PSDB Ver o resultado das eleições em de Mairiporã NÚMEROS ADMINISTRATIVOS DE MAIRIPORÃ Código postal de Mairiporã 76000 DADOS ADMINISTRATIVOS País Brasil Estado São Paulo MUNICÍPIO DE MAIRIPORÃ Lema de Mairiporã [latim Associação Mesorregião Metropolitana de São Paulo Microrregião de Franco da Rocha Região Metropolitana de São Paulo Cidades irmãs do Mairiporã Atualmente o de Mairiporã não tem nenhuma cidade irmã. Parque natural Mairiporã é o lar do Parque Estadual de Itaberaba Mairiporã não é parte de um parque natural Monumento Natural: Monumento Natural Estadual da Pedra Grande Cidades Sustentáveis O Mairiporã obteve o certificado \”Cidades Sustentáveis”. VER TODOS OS CLUBES DE FUTEBOL DE MAIRIPORÃ Japonês: マイリポラン Russo: Майрипоран Língua chinesa: 迈里波朗 MAPA E PLANO DE MAIRIPORÃ Plano do município Mapa de Mairiporã : Encontrar uma rua de Mairiporã. MEIO DE TRANSPORTE DE MAIRIPORÃ Aeroporto Aeroporto Internacional de São Paulo-Guarulhos 17.5 km Aeroporto Campo de Marte 21.8 km Aeroporto de Congonhas 35 km TERRITÓRIO DE MAIRIPORÃ Número de habitantes 100 179 habitantes Superfície de Mairiporã 32 093 hectares 320,93 km² (123,91 sq mi) Densidade populacional 312,2 ha./km² Altitude de Mairiporã 748 metros de altitude Coordenadas geográficas decimais Latitude: -23.3184 Longitude: -46.5872 Coordenadas geográficas sexagesimais Latitude: 23° 19′ 6” Sul, Longitude: 46° 35′ 14” Oeste Fuso horário UTC -3:00 (America/Sao_Paulo) A hora de Verão e a hora de Inverno não diferem da hora padrão. Hora local 10:45:02 DADOS ECONÔMICOS DE MAIRIPORÃ Valor Adicionado Bruto, a preços correntes, da Agropecuária R$ 410 949 Valor Adicionado Bruto, a preços correntes, da Indústria R$ 296 827 779 Valor Adicionado Bruto, a preços correntes, dos Serviços R$ 611 273 865 R$ 154 387 175 Impostos, líquidos de subsídios, sobre produtos, a preços correntes R$ 120 875 519 Produto Interno Bruto a preços correntes R$ 1 029 388 112 ELEIÇÕES GERAIS DE MAIRIPORÃ Eleição Data cédula Candidato Eleição geral federal 2018 por Presidente Turno 1 07/10/2018 – JAIR BOLSONARO (PSL) 2° turno con 24593 votos – FERNANDO HADDAD (PT) 2° turno con 5566 votos – GERALDO ALCKMIN (PSDB) Não eleito con 5021 votos – CIRO GOMES (PDT) Não eleito con 3705 votos – JOÃO AMOÊDO (NOVO) Não eleito con 1538 votos – MARINA SILVA (REDE) Não eleito con 679 votos – HENRIQUE MEIRELLES (MDB) Não eleito con 620 votos – CABO DACIOLO (PATRI) Não eleito con 336 votos – ALVARO DIAS (PODE) Não eleito con 311 votos – GUILHERME BOULOS (PSOL) Não eleito con 266 votos – EYMAEL (DC) Não eleito con 33 votos – JOÃO GOULART FILHO (PPL) Não eleito con 18 votos – VERA (PSTU) Não eleito con 13 votos Eleições gerais federal 2018 por Presidente Turno 2 28/10/2018 – JAIR BOLSONARO (PSL) Eleito con 30283 votos – FERNANDO HADDAD (PT) Não eleito con 10743 votosMairiporã é uma grande e populosa cidade do estado de São Paulo, é uma região cercada por comércios, empresas, residências, hotéis, e diversos serviços. Algumas vezes podem ocorrer problemas de entupimentos nas tubulações dos estabelecimentos, gerando desconforto entre os moradores ou visitantes. Os entupimentos ocorrem em pias, ralos, vasos sanitários, esgoto, e é importante ficar atento para não agravar o problema, os principais sinais de entupimento são vazamentos, mau cheiro, transbordamentos, nesses casos o mais indicado é buscar a ajuda de uma desentupidora em Mairiporã para analisar e solucionar o problema. Quando ocorrem entupimentos as possíveis causas são diversas, somente um profissional especialista saberá identificar a causa exata e resolucionar o problema de forma adequada, os exemplos mais comuns são: descarte indevido de alimentos, óleo, pequenos objetos, fio dental, papel higiênico e absorvente nas tubulações; acumulo de alimentos, gordura ou cabelos nos ralos e pias; tentativas de desentupimento com produtos caseiros e sem acompanhamento de um profissional especializado, como por exemplo o café, a coca-cola, a soda cáustica, muitas vezes agravando o problema que se torna de difícil resolução. A contratação de uma empresa desentupidora em Mairiporã, de confiança e responsável pela higienização e desentupimento das tubulações do estabelecimento, é algo muito importante para os visitantes e moradores do local. A Martec certamente é uma desentupidora que possui uma equipe de profissionais treinados e altamente capacitados para resolver o problema de entupimento de forma rápida e assertiva. Os equipamentos usados para a higienização
e desentupimento são de alta qualidade e tecnologia avançada, permitindo um serviço muito eficaz e caprichado. DESENTUPIMENTO DE ESGOTO EM Mairiporã desentupimento de esgoto Em Mairiporã Mairiporã é uma região que possui muitos e muitos moradores. Eles vivem em casas e apartamentos, e são solteiros, casais e principalmente grandes famílias. Em uma região que possui moradores, é inevitável que os problemas domésticos sejam também muito comuns. Logo, o desentupimento de esgoto em Mairiporã faz parte da rotina dessa região. Quando falamos de esgoto entupido temos que levar em consideração que esse problema não é algo assim tão simples. Por mais que seja algo natural, é um pouco difícil de resolver e necessita de auxílio profissional. Tentar resolver isso de maneira individual e por conta própria pode resultar na criação de um problema ainda maior. Desentupidora de esgoto em Mairiporã: não use produtos de desentupimento comuns Atualmente, quando vamos no mercado podemos encontrar uma série de produtos criados exclusivamente para fazer o desentupimento de esgoto. Quando lemos seus rótulos, eles só faltam dizer que o produto faz milagre. Conforme o texto, esses produtos são capazes de derreter toda e qualquer coisa que esteja impedindo a passagem da água e entupindo o esgoto. Muitas vezes isso realmente não é uma mentira. Eles são capazes de derreter a barreira da água, mas fazem muito mais que isso. O alto poder corrosivo deste tipo de produto faz com que os canos também acabem sendo prejudicados. Quando usados muitas vezes seguidas, buracos podem se formar nas paredes dos canos. A partir do momento que um cano fura, não há mais nada o que fazer a não ser troca-lo. Fazer isso custaria muito mais dinheiro e mão de obra do que um simples desentupimento de esgoto em Mairiporã. Sendo assim, evite esse tipo de transtorno para si mesmo e conte com uma empresa para te ajudar nesse serviço. Com toda a certeza fará toda a diferença e a tranquilidade para o seu dia a dia será devolvida rapidamente. Desentupimento de esgoto em Mairiporã: não use técnicas não profissionais Por conta do desentupimento de esgoto ser um assunto “comum” e muitas vezes recorrente, algumas pessoas acreditam que resolver ele pode ser muito fácil. Portanto usando esses produtos que citamos acima, e algumas técnicas “universais”, essas pessoas arriscam o bom funcionamento da sua casa. Quando digitamos nos buscadores da web algumas dicas de desentupimento, podemos encontrar todo o tipo de conteúdo. Vídeos de técnicas que deram certo para o criador, passo a passo do que fazer… Tudo isso pode até funcionar, mas não te da garantia nenhuma de resultado. Além disso, a probabilidade de dar errado é gigante. Já pensou se você está colocando em prática esse tipo de técnica porque não quer gastar dinheiro pagando uma empresa, mas rompe toda a rede de esgoto e obrigatoriamente precisa refazê-la? O dinheiro gasto nesse caso é muito maior do que se você tivesse tomado a atitude certa de primeira. Por esse motivo, não acredite em produtos milagrosos e nem em dicas que você leu na internet. Para fazer o desentupimento de esgoto em Mairiporã, chame uma empresa para lhe ajudar! Desentupimento de esgoto em Mairiporã: trabalhe com a empresa certa Quando se contrata uma empresa para um trabalho tão importante dentro do seu próprio lar, é preciso ter consciência de quem está contratando. Uma empresa que trabalha solucionando problemas domiciliares deve tratar os seus clientes com respeito. E principalmente saber que o que está fazendo vai afetar diretamente a vida de todos os moradores da residência. A empresa desentupidora em Mairiporã tem plena consciência disso, e é por isso que ela é a maior e melhor empresa desentupidora da região de São Paulo. Porque trabalha com profissionais de qualidade, ferramentas de última geração e técnicas que realmente funcionam. De maneira simples e rápida, nós conseguimos dar uma ótima solução para o mal que estava atrapalhando tanto a sua rotina. E o melhor: por um preço justo e que não vai pesar no seu bolso. Contratar uma empresa para fazer o desentupimento de esgoto em Mairiporã e presar pela segurança do seu lar e das pessoas que moram nele. Então devolva a segurança para o seu dia a dia com a empresa desentupidora Martec! DESENTUPIMENTO DE PIA EM Mairiporã Desentupidora de pia em Mairiporã desentupimento de pia em guarulhos Mairiporã é um lugar que possui muitas residências, sendo elas casas e apartamentos. Sabendo disso, também conseguimos entender que não é raro que problemas domésticos surjam nessa região. Eletrodomésticos quebrados, lâmpadas queimadas e principalmente pias entupidas. Porém, com a desentupidora de pia em Mairiporã isso deixa de ser um problema. Nos tempos antigos encontrar alguém que prestasse esse tipo de serviço da maneira certa e sem estragar o encanamento de vez não era uma tarefa fácil. Porém, hoje em dia temos a empresa Desentupidora em Mairiporã, que realiza o desentupimento em pia com muita qualidade e garantia de sucesso. Desentupidora de pia em Mairiporã: porque acontece Depois que a pia da sua casa entupiu, não há muito mais o que fazer. Porém, para prevenir o desastre você pode tomar uma série de atitudes que farão toda a diferença para que o problema não se repita. Uma delas é não deixar que restos de comida entrem pelo ralo, nem em pouca nem em grande quantidade. Se você não gosta de encostar em comida molhada depois de lavar a louça, jogue os restos no lixo orgânico antes. Raspe bem os pratos e panelas, levando para a pia apenas a louça de verdade. Outra dica bem importante é vez por outra jogar uma chaleira de água fervente dentro da pia, junto com um pouco de detergente. Isso faz com que a gordura que se acumula nas paredes dos canos vá embora e barreiras sejam destruídas. Além disso, o limo que acumula por conta da umidade também se derrete, bem como pequenos objetos que podem estar dentro dos canos. Se você suspeita que algum objeto estranho está dentro do cano, não tente tira-lo sozinho. Por mais que saiba qual é, ou até mesmo ele esteja visível, prefira sempre contar com um profissional. Em uma tentativa frustrada você pode acabar estragando de vez o seu encanamento. Para arrumar um dano grande é preciso quebrar todo o chão do imóvel, por isso evite esse transtorno. Desentupimento de pia em Mairiporã: como agir nessa situação Muitas pessoas ficam desesperadas quando percebem que a pia de sua casa está entupida. Principalmente se o encanamento for o mesmo do banheiro, impossibilitando os banhos e o uso do vaso sanitário. Porém, esse desespero e estresse são inválidos. Com o serviço desentupimento em pia de Mairiporã, tudo se resolve muito facilmente. É só contatar a empresa Desentupidora Martec e deixar que ela solucione o seu problema. Com um preço baixo e sem provocar dano nenhum, a sua pia volta a ficar em estado de nova e você pode voltar com a sua rotina do dia a dia. Desentupidora de pia em Mairiporã: o que não fazer nessa situação Como citamos anteriormente, não é nem um pouco recomendável tentar resolver o problema por conta própria. Muitas pessoas acham que possuem o conhecimento necessário e se aventuram a resolver, porém, quase sempre os resultados produzidos são desastrosos. No mercado podemos encontrar uma série de produtos que prometem milagres quando o assunto é o desentupimento em pia Mairiporã, bem como ralos e vasos sanitários. Porém, esses produtos não são indicados, pois são altamente corrosivos e tóxicos. Quando entram em contato com os canos eles podem até mesmo derrete-los, provocando um dano permanente e irreversível. Além disso, nos buscadores de internet podemos encontrar várias dicas que prometem o desentupimento imediato dos canos. Porém essas dicas não são profissionais, e provavelmente só farão estragar ainda mais o seu encanamento. Para fazer o desentupimento em pias de Mairiporã, não hesite em contatar a empresa desentupidora em Mairiporã. Nós só trabalhos com profissionais capac
itados, técnicas que realmente funcionam e maquinas desentupidoras qualidade. Além disso, conseguimos te indicar o que aconteceu de errado no seu encanamento, para que você evite problemas futuros. Conte conosco! DESENTUPIMENTO DE RALOS E VASOS SANITÁRIOS EM Mairiporã Desentupidora de ralo de banheiro Os ralos e os vasos sanitários são partes da casa essenciais, mas que nós não costumamos dar muito valor. Porém, quando eles entopem e nós precisamos fazer o Desentupimento de ralos e vasos sanitários em Mairiporã é que vemos o quanto o bom funcionamento deles é essencial. Sem o vaso sanitário ou o ralo nós não podemos tomar banho e até mesmo fazer nossas necessidades básicas humanas. Sendo assim, é preciso solucionar o problema rapidamente. Quanto mais tempo demorarmos, mais o nosso dia a dia será prejudicado e a nossa rotina interrompida. Sendo assim, é preciso entrar em contato com uma empresa que vai resolver tudo em poucas horas e fazer com que tudo fique bem com a sua casa novamente. Desentupidora de ralo e vasos sanitário em Mairiporã: por que não realizar o serviço sozinho Muitas pessoas acreditam que fazer o Desentupimento de ralos e vasos sanitários em Mairiporã é algo muito fácil e que despensa a contratação de um profissional do ramo. Contudo essa ilusão se cria por conta de uma série de fatores. Um deles é que em muitas casas o entupimento do ralo e dos vasos sanitários é algo muito comum e rotineiro. Em algumas, acontece toda a semana. Como os moradores já estão acostumados a lidar com ele, começam a não dar o devido crédito que o problema merece. Porém, vale entender que se ele está sendo recorrente, é porque não foi bem resolvido da última vez. Não Confie em Produtos Outro motivo que faz com que muitos moradores acreditem que podem fazer tudo sozinhos é o grande número de produtos voltados para essa área existentes no mercado. Quando olhamos nas prateleiras podemos encontrar inúmeros produtos prometendo derreter a barreira que está impedindo a passagem da água. Eles podem ser encontrados, por exemplo, na forma líquida, cremosa ou até mesmo em pó. Esses produtos realmente são capazes de fazer o desentupimento de ralos e vasos sanitários em Mairiporã. Porém, isso se deve ao seu alto poder tóxico e corrosivo. Esse poder acaba não agindo apenas no que está causando o entupimento. Mas também nas paredes dos canos e no encanamento como um todo. Com o passar do tempo elas vão ficando cada vez mais finas. Até que em um dado momento podem vir a furar, o que é um problema muito sério. Quando a parede de um cano fura, para concertar isso seria preciso trocar o cano todo. Porém, para trocar o cano também é preciso mexer em outras partes do encanamento. Ou seja, um simples problema de Desentupimento de ralos e vasos sanitários se torna algo gigante. Por isso é bom contratar uma desentupidora em Mairiporã de confiança. Desentupimento de ralo e vasos sanitário: conte sempre com a empresa desentupidora Martec ABC Como falamos anteriormente, fazer o serviço sozinho é uma péssima ideia. Pois muitas vezes ao invés de resolver você só acaba mascarando o problema e fazendo com que depois ele se torne ainda pior. Quando você contrata uma empresa a situação é bem diferente. Ela saberá lidar com a situação da maneira certa, resolvendo-a completamente e impedindo que o entupimento volte a ocorrer. Além disso, ela ainda vai conseguir dar a você um feedback sobre o que estava impedindo a passagem da água. Desse modo você poderá ficar mais atento a essa situação. A empresa desentupidora em Mairiporã é a melhor quando se trata de Desentupimento de ralo e vaso sanitário em Mairiporã. Nós trabalhamos apenas com profissionais conceituados e experientes no ramo. Além disso, todas as ferramentas que nós usamos para fazer o serviço são o que há de melhor no mercado. As técnicas de desentupimento empregadas são modernas e capazes de garantir a eficácia do serviço. De maneira simples e por um preço muito baixo nós conseguiremos devolver para o dia a dia da sua casa a tranquilidade que foi perdida com o desentupimento. Nós tratamos o seu lar com o devido respeito que ele merece, pois entendemos o quando ele é importante para você e para a sua família. Sendo Assim para fazer o Desentupimento de ralo e vasos sanitário, conte sempre com a empresa desentupidora em Mairiporã! Desentupidora de esgoto 24 Horas Desentupidora de esgoto Desentupidora Caça Vazamento De Água Caça Vazamento Conta de água alta Conta de água alta Atendimentos Home Serviços Hidrojateamento Limpeza De Caixa D’água Limpa Fossa Limpeza De Caixa De Gordura Desentupidora Em São Paulo Desentupidora Na Zona Norte Desentupidora Na Zona Sul Desentupidora Na Zona Leste Desentupidora Na Zona Oeste Desentupidora Em Guarulhos Desentupidora Em Barueri Desentupidora Em Mogi Das Cruzes Desentupidora No Litoral Desentupidora No ABC Desentupidora Em Santo André Desentupidora Em São caetano Do Sul Desentupidora Em São Bernardo Do Campo Desentupidora Em Ribeirão Pires Desentupidora Em Mauá Desentupidora Em Diadema Caça Vazamento De Água Contato
,

Está gostando de nossos artigos, compartilhe

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn
Share on telegram
Telegram
Share on whatsapp
WhatsApp
  •  Rua Glauco Velasques, 285, Casa Verde
  •  (11) 2822-9612
  •  (11) 2836-6065
  •  (11) 98776-7059
  •  (11) 9 9739-5404
  •  Rua H, 38, Parque Vera CRUZ
  •  (12) 3674-3511
  •  (12) 99149-0615
  •  (11)98776-7059

Projetos realizados

%d blogueiros gostam disto: